Não cometa esses erros como personal trainer – Parte 2

Será que você está cometendo algum desses erros como personal trainer? Saiba como evitar problemas na sua carreira!

Nesse post do nosso blog, falamos sobre alguns erros que você não deve cometer como personal trainer. Nesse post da sequência, continuamos trazendo mais alguns erros que você não deve cometer como esse profissional. Prepare-se para uma nova trilha de aprendizagem, se tornando o personal trainer do futuro.

Confira 3 erros como personal trainer para não cometer

Esse são os erros como personal trainer que você precisa evitar cometer:

1 – Prescrever treinamentos por planilha de papel

Geralmente, o personal trainer que mantém uma metodologia só na ficha de prancheta e planilha tem dificuldades para integrar informações, manter tudo organizado.

Por isso, sofre para gerenciar a experiência dos alunos da melhor forma, especialmente quando eles estão em grande quantidade.

Atualmente, muitos profissionais já migraram para plataformas online, capazes de integrar o gerenciamento de alunos e a prescrição de treinos em um só espaço ou ferramenta.

Eliminando fichas gigantes de treinos e fazendo prescrições através de aplicativos.

Então, profissionais estão deixando de usar planilhas, que dão mais trabalho para alimentar e adotando programas que oferecem esse tipo de solução integrada.

evite-cometer-erros-como-personal-trainer
Foto de Julia Larson no Pexels

2 – Oferecer serviços mal formatados e sem processos estabelecidos

Infelizmente, é comum encontrarmos esse entre os erros como personal trainer!

De fato, o que mais tem por aí são personais que oferecem serviços que nem eles mesmos entendem como pretendem entregar aos alunos. No entanto, para qualquer profissional (de qualquer área!), isso é muito grave.

Oferecer um serviço bem estruturado é algo básico – mas que exige estudo e dedicação!

Então, chega a hora de ordenar todas as etapas em que ele será divulgado, vendido, aplicado e avaliado.

Sem isso, fica bem difícil manter dois fatores principais: qualidade e resultados.  Aí, sem qualidade, o serviço não atinge seu propósito e nem os objetivos do aluno. E, sem resultados, os alunos não enxergam o valor do profissional.

Por isso, esse é um erro que “mata” um negócio. Acredite: o que não está bem claro nem para o vendedor, com certeza fica confuso para os clientes!

Dessa forma, procure como formatar um serviço, começando por pensar se ele atende o seu público-alvo e como pretende que ele seja aplicado.

Por isso, sempre ofereça todas as informações necessárias para que seus clientes entendam exatamente o que precisam.

A melhor forma de fazer isso é se imaginar como um possível cliente que está procurando um serviço como o seu. Então, pense nessas perguntas:

a) O que ele precisa para que o seu processo de compra flua perfeitamente, sem dificuldades?

b) Que tipo de informações (tipos de pacotes, preços, condições de pagamento, etc) ele deveria encontrar no seu perfil em redes sociais e na sua página de vendas, para não precisar esperar você responder via WhatsApp?

c) Como você pode simplificar o atendimento para que eles precisem fazer o menor esforço possível para descobrir as informações e contratar o seu serviço?

Assim, com esse exercício, você minimiza muito a chance de você cometer esses erros como personal trainer!

3 – Baixar demais o preço para ganhar clientes

Esse erro é praticamente um reflexo de um serviço que não foi bem formatado. Um personal trainer que não sabe cobrar pelo seu serviço está errando muito na sua profissão – e pior ainda, aborrecendo seus colegas.

Afinal, muitos profissionais sentem um grande descontentamento com colegas que cobram muito abaixo da média, desvalorizando a profissão de personal trainer. Esse tipo de prática mancha a imagem do profissional – de forma individual e como categoria.

Por isso, cobre o preço justo pelo seu serviço! Na dúvida, peça a opinião de outros colegas – mas, não cobre abaixo da média apenas para garantir clientes – inclusive, isso ajuda a não passar aquela impressão de “o barato sai caro”!

Então, formate um bom serviço, precifique de forma justa e divulgue de maneira adequada, que certamente mostrará o valor do seu trabalho aos potenciais clientes.

Ainda tem dúvidas sobre precificação, personal? Então, não deixe de conferir outras dicas imperdíveis nesse post aqui: https://blog.mfitpersonal.com.br/personal-trainer-quanto-e-como-cobrar/

Gostou desse post sobre erros como personal trainer? Veja também:

Conte com a MFIT para alavancar a sua formação, prof

Prof, se você curtiu as dicas desse post, precisa conferir os nossos outros materiais gratuitos para continuar aprendendo e alavancando a sua carreira de personal trainer!

É só clicar aqui, iniciar o seu teste grátis no app da MFIT e acessar nossa área de Materiais Exclusivos – tudo fácil, rápido e sem cadastrar dados bancários.

Bora lá conhecer esses recursos incríveis, personal?


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *