Não cometa esses erros como personal trainer – Parte 1

Personal trainer de sucesso não comente nenhum desses 3 erros. E aí, prof?

O mercado de trabalho para personal trainer está mudando constantemente: ferramentas novas surgem, processos antigos são substituídos e metodologias obsoletas perdem lugar para versões melhoradas.

Quanto mais informação fica disponível, mais oportunidades de negócios surgem. No entanto, manter-se como um profissional de ponta é uma tarefa de longo prazo – e nem todos chegam lá!

No meio desse percurso, inúmeros erros são cometidos – o que leva a uma série de problemas na profissão. Por isso, que tal descobrir quais erros evitar, prof?

Fuja desses erros, personal trainer

Veja os 3 principais erros que você não deve cometer no mercado:

1 – Não ter uma política de feedback com alunos

Um erro comum em muitos profissionais – e que não seria diferente com o personal trainer.

Muitas vezes, o foco está na qualidade do serviço entregue. No entanto, validar esses resultados é uma etapa crucial – que, muitas vezes, acaba sendo esquecida.

Para fazer isso, é preciso coletar dados que demonstrem a percepção dos clientes sobre os serviços. Ou seja: pedir feedback.

De fato, o feedback é uma ferramenta poderosa para construir um método ainda mais personalizado, que realmente traz resultados e, claro, gera aderência nos treinos, fazendo com que seu aluno nunca te abandone.

Por isso, colete feedback e, se necessário, mude. Não se apegue ao tempo ou formato de processos que não combinam com a progressão do aluno. Acredite: o feedback dele vai te trazer inteligência de prescrição!

2 –  Assumir projetos que não entram na sua especialidade

Esse talvez seja um dos erros mais frustrantes para qualquer profissional – incluindo o personal trainer:
Assumir projetos nos quais você sabe que não conseguirá performar bem! 

É compreensível que, às vezes, a gente aceite clientes com desafios que são verdadeiras novidades para nós. Mas, o quanto isso vale a pena? Afinal, um aluno insatisfeito pode se tornar um verdadeiro detrator do seu negócio!

Então, busque se manter dentro da sua especialidade e, se um aluno em potencial apresenta uma demanda muito específica ou que você sabe que não consegue atender, indique outro profissional!

Esse tipo de “camaradagem” exclui a possibilidade de promoção negativa e, de quebra, pode até te render indicações por parte desse profissional que você recomendou, como forma de gratidão.

Assim, você mantém a sua autoridade e ainda constrói um networking que pode ajudar no futuro!

3 – Não atualizar seus conhecimentos

Sabe quando alguém estaciona na trilha de aprendizagem e simplesmente pára de aprender assuntos, novidades e metodologias que agregariam na sua profissão? Não seja esse profissional, prof!

Afinal, toda vez que isso acontece, você perde a oportunidade de se aprimorar e aprender novas estratégias de trabalho.

Por outro lado, quem recicla os saberes e absorve novos conhecimentos presta serviços que só tendem a melhorar!

Confira esses conteúdos e evite erros como personal trainer

Sim, existem vários outros erros que o personal trainer pode cometer no mercado.
Porém, a boa notícia é: você pode corrigi-los!

Então, aproveite e veja outros conteúdos que podem te ajudar nessa missão, personal:
Não cometa esses erros como personal trainer – Parte 2
Não cometa esses 4 erros na sua consultoria online de personal trainer

Conte com a MFIT para alavancar a sua formação, prof

Prof, se você curtiu as dicas desse post, precisa conferir os nossos outros materiais gratuitos para continuar aprendendo e avancando a sua carreira de personal trainer!

Para fazer isso, basta clicar aqui, iniciar o seu teste grátis no app da MFIT e acessar nossa área de Materiais Exclusivos! Tudo rápido, fácil e sem cadastrar dados bancários.

Então, bora conhecer esses recursos incríveis, personal?


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *